quinta-feira, 31 de maio de 2012

IMI máximo vai durar 20 anos


As câmaras municipais à beira da falência que recorram ao Programa de Apoio à Economia Local vão ter de cobrar a taxa máxima de IMI de 0,5% durante 20 anos. À partida, estão em causa 53 autarquias que apresentam uma situação de desequilíbrio financeiro estrutural, como são os casos de Portimão, Aveiro e Seixal. Com a aplicação desta medida, o presidente da Associação Nacional de Proprietários (ANP), António Frias Marques, diz que "muitas famílias não terão hipótese de pagar o IMI."

A situação financeira desses 53 municípios é tão grave que 16 deles apresentam já despesas anuais superiores às receitas. É o caso de Portimão, Aveiro, Alijó e Nelas. Fernando Ruas, presidente da Associação Nacional de Municípios, reconhece que "vão ser exigidos alguns sacrifícios aos munícipes, mas só acede ao acordo quem quiser."

Certo é que as 53 autarquias têm uma dívida total superior a 1,6 mil milhões de euros. Deste total, 739 mil euros são dívida de curto prazo e 555 mil euros pagamentos em atraso acima de 90 dias. Face a esta situação, o Governo impõe aos municípios contenção na despesa e maximização na receita.

O presidente da Câmara de Portimão, Manuel da Luz, receia que "a receita da cobrança não corresponda às expectativas, porque as pessoas podem não pagar o IMI." E o líder da ANP frisa que "o aumento do IMI e das taxas dos serviços vão ter um efeito financeiro brutal."

Fonte: Correio da Manhã

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Portimão é dos concelhos com maior descida do consumo de água



Menos consumo devido a crise

O consumo de água está em queda contínua no Algarve há três anos. A descida é vista como um reflexo da crise económica, que tem levado tanto famílias como empresas a retrair os gastos.

De acordo com dados da Águas do Algarve (AdA), no ano passado foram fornecidos 65,3 milhões de metros cúbicos de água, menos 1,9 m3 do que em 2010, quando o volume foi de 67,2 milhões. Em 2009, a AdA forneceu 71 milhões.

Portimão é um dos concelhos com maior descida. A Empresa Municipal de Águas e Resíduos (EMARP) registou em 2011 uma "redução generalizada dos consumos, e em particular dos não domésticos". Só as empresas gastaram menos 225 mil metros cúbicos de água (-12%), revela a EMARP.

"É o resultado da crise", diz o vereador Jorge Campos, do conselho de administração da EMARP, adiantando que, além das empresas e das famílias, a própria autarquia definiu um plano de poupança, que implicou "desligar a rega em espaços verdes no Inverno e a substituição de sistemas de rega".

Em Faro, a Fagar registou uma redução no fornecimento de 5,8 milhões de m3, em 2010, para 5,4 milhões, no ano passado, isto apesar do número de clientes ter aumentado.

Fonte: Correio da Manhã

armadores de pesca de Portimão contestam as estimativas de redução de 78% do stock de sardinha nos últimos 10 anos. Reportagem da SIC




Fonte: SIC Notícias

Portimão é o município com maior dívida de curto prazo. Reportagem da SIC




Fonte: SIC Notícias

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Marinheiro salva homem no rio Arade


António Vargas no navio ‘Santa Bernarda’, no cais Gil Eanes, onde salvou o homem que caiu ao rio


Os gritos de "homem ao mar" alertaram António Vargas quando seguia de bicicleta pelo passadiço junto ao rio Arade, em Portimão, para mais uma aula na Escola Náutica. Ao perceber que um homem tinha caído ao rio, junto ao cais Gil Eanes, o marinheiro do navio ‘Santa Bernarda’ foi a correr buscar uma bóia e lançou-se à água, conseguindo salvar a vida a Virgílio Velhinho, de 32 anos, que já se encontrava inanimado, em pré-afogamento.

A situação ocorreu pelas 21h00 da passada terça-feira. "Ouvi as pessoas gritar e percebi que o homem se estava a afogar mesmo junto à popa do ‘Santa Bernarda’. Quando o agarrei, ele já estava de bruços, a ser arrastado pela corrente", descreveu ao CM António Vargas, de 45 anos, cujo gesto heróico vai ser esta manhã alvo de agradecimento público pela Autoridade Marítima, na Capitania do Porto de Portimão.

"O que importa é ter salvo uma vida humana", diz o marinheiro. "Quando o vi na água, não pensei, atirei-me e pronto, lembro-me do frio da água", refere. Depois de ter içado a vítima para o cais, António Vargas tentou reanimá-la. "Passados alguns momentos, o homem começou a reagir, e entretanto chegou o INEM, que o transportou para o Centro Hospitalar do Barlavento, em Portimão, onde ficou internado", adiantou.

Virgílio Velhinho, residente em Lagos, viria a ter alta sexta--feira e encontra-se bem. António Vargas, solteiro, é natural de Almada e reside em Alferce, Monchique. Trabalha desde há dois anos no navio ‘Santa Bernarda’, que se dedica a passeios turísticos pela costa algarvia, e está a tirar o curso de patrão local na Escola Náutica. Antes, esteve na Islândia a pescar bacalhau. "Gosto do mar e do meu trabalho. É calmo e, às vezes, divertido", diz António Vargas.

Fonte: Correio da Manhã

Primeira Mostra Gastronómica da Sardinha na Praia da Rocha. Reportagem da SIC





domingo, 27 de maio de 2012

Análise comparativa da evolução da população versus desemprego em Portimão



A pedido do Pedro Simões de Melo (e de outros),

Venho aqui apresentar hoje uma análise comparativa da evolução da população de Portimão, com a evolução do desemprego também em Portimão.

O pedido do Pedro Simões de Melo, tinha sido para uma análise dos ultimos 20 anos.
Porém, só encontrei dados do desemprego a partir de 2004.
Assim, optei por fazer só a partir de 2004.
(Posso adiantar no entanto que a população de Portimão em 1991, era de 39000 pessoas sensívelmente.)

Escolhi incluir os meses de Janeiro e de Agosto de cada ano, para que possamos ver a sazonalidade do mercado de trabalho.

Como ler o gráfico:
Escala da esquerda e linha vermelha - desemprego
Escala da direita e linha azul - população

Algumas conclusões iniciais:
De Janeiro de 2004 a Janeiro de 2012:
- O desemprego aumentou 87%
- A população aumentou 17%

Notas relevantes:
- De Janeiro de 2004 até Agosto de 2008, Portimão e Faro foram sempre os concelhos com maior desemprego em números absolutos, alternando a cada semestre o 1º e o 2º lugar entre si.

- De Janeiro de 2009 em diante, Portimão foi quase sempre o 1º em números absolutos de desemprego (em Agosto de 2011, Faro foi o 1º)

- Assim, desde o inicio do periodo em análise (2004), Portimão esteve sempre entre os dois primeiros lugares em número absoluto de desempregados.

- Até 2008 o desemprego encontra-se dentro de um intervalo estável.
- A partir de 2009 assiste-se a um aumento muito significativo do desemprego.

Fica então este mote para debate.

JP

sábado, 26 de maio de 2012

Instalações em Portimão do Banco Alimentar Contra a Fome são estreadas este fim de semana


Ao longo deste fim-de-semana, as instalações que a Câmara Municipal de Portimão cedeu gratuitamente para criação de um polo local do Banco Alimentar Contra a Fome do Algarve (BACFA) começam a cumprir a sua missão.

O protocolo de cedência, que vigorará nos próximos oito anos, foi assinado sexta-feira pelo presidente da Câmara de Portimão, Manuel da Luz, e pelo presidente de direção do BACFA, Adriano Pimpão, na presença de algumas dezenas de representantes da rede social do município.

Segundo Adriano Pimpão, “a parceria agora estabelecida permite resolver sérios problemas de ordem logística, nomeadamente em termos de tempo e de transporte dos bens recolhidos nas campanhas, mas vai muito para além disso, pois é concretizada num período muito difícil da nossa sociedade, representando uma boa decisão política.”

Adriano Pimpão sublinhou ainda “o respeito total da autarquia face à forma de atuação e à autonomia do BACFA, compreendendo que é missão do poder local enquadrar as iniciativas da sociedade civil, sem necessariamente as controlar”.

Manuel da Luz destacou a ajuda às pessoas que mais sofrem com a crise: “Vivemos num tempo em que as palavras e o discurso político pesam muito pouco, mas não é esse – seguramente – o caso. Com este gesto, que terá consequências imediatas, estamos a contribuir para minimizar um problema com uma acutilância e urgência enormes e que só as pessoas que sofrem as consequências desta grave crise poderão avaliar e reconhecer.”

O novo polo do Banco Alimentar, que tem 400 m2 e se situa na zona industrial de Vale da Arrancada, funcionará como local de receção, conservação e distribuição de alimentos aos concelhos de Portimão, Lagoa, Silves, Monchique, Lagos, Aljezur e Vila do Bispo, permitindo assim uma ajuda mais eficaz a 22 instituições de solidariedade social do barlavento algarvio.

Na campanha nacional de angariação de bens alimentares marcada para este fim-de-semana passarão pelo armazém cem voluntários, para além dos 250 voluntários presentes nos estabelecimentos comerciais que em Portimão aderem à iniciativa.

As sete instituições de solidariedade social de Portimão apoiadas pelo BACF integram também as equipas que colaborarão no armazém. São elas a Casa de Nossa Senhora da Conceição, A Catraia – Centro de Acolhimento Temporário para Menores em Risco, o Centro Social Paroquial Nossa Senhora do Amparo, a CRACEP – Cooperativa de Reeducação da Criança Excepcional de Portimão, o GRATO – Grupo de Apoio a Toxicodependentes, o Lar Bom Samaritano e a delegação local da Cruz Vermelha Portuguesa.

Fonte: Diário Online Algarve

Parque de campismo ilegal desmontado em Portimão


Câmara toma posse administrativa de terreno para remover casas pré-fabricadas e caravanas.

A Câmara de Portimão decidiu desmantelar um parque de campismo e caravanismo ilegal, propriedade de ingleses e localizado na zona da Várzea do Farelo, na Mexilhoeira Grande.

Segundo a autarquia, o parque estava em leito de cheia e numa área classificada como reserva agrícola e ecológica. Depois de várias notificações, foi tomada a decisão de tomar posse administrativa para remoção das casas pré-fabricadas e caravanas. Ontem, com a presença da GNR, foram retiradas três casas.

"Temos o projecto para obter a licença entregue há dois anos", diz Leslie Andrew, mulher do dono do terreno, adiantando que "somos boas pessoas e queremos fazer tudo legalmente". E acrescenta ainda que o parque "ajuda a economia local".

Fonte: Correio da Manhã

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Acidente trágico vitima construtor cívil de Portimão


Um construtor civil de Portimão, de 47 anos, morreu ontem decapitado quando a máquina com que limpava mato num terreno particular, junto à Praia do Vau, resvalou num buraco e tombou. José Manuel dos Santos Soeiro, residente em Montes de Alvor e proprietário da empresa com o seu nome, teve morte imediata.

Segundo o CM apurou no local, há vários dias que o empresário trabalhava naquela zona. Quando o acidente se deu, cerca do meio dia de ontem, José Soeiro estava sozinho.

Natural de Moçambique mas com raízes familiares na zona da Régua, José Soeiro não era o habitual manobrador da máquina – uma espécie de empilhadora com pá de retroescavadora – que o vitimou. "Não se sabe porque é que lhe foi mexer", explicaram amigos e colaboradores ao CM, bastante transtornados com o sucedido.

No local estiveram a viúva e a filha da vítima, que, em estado de choque, acompanharam as operações de remoção do corpo, que só foi possível pelas 15h00. Ambas receberam apoio de uma psicóloga disponibilizada pela Câmara de Portimão.

A PSP e a Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) registaram a ocorrência e a Polícia Judiciária compareceu no local. O óbito foi decretado por uma equipa do INEM e o corpo transportado para o Gabinete Médico Legal de Portimão, onde vai ser autopsiado.

Fonte: Correio da Manhã

ASAE deteve quatro talhantes no Mercado Municipal de Portimão


TALHANTES DETIDOS E CARNE APREENDIDA

A ASAE instaurou três processos-crime por fraude sobre mercadorias (venda de carne de bovino espanhola com a designação de produção nacional) e deteve quatro talhantes, numa acção em que foram fiscalizados, anteontem, seis talhos do Mercado Municipal de Portimão. Foram apreendidos 120 quilos de carne de bovino, no valor de 1300 euros.
Já na segunda-feira, num entreposto frigorífico em Estói, a ASAE tinha apreendido 1827 quilos de carne de porco e 550 de carne de bovino, com origem espanhola, no valor de 17 320 euros, por rotulagem incorrecta e falta de tradução.

Fonte: Correio da Manhã


Sardinha é rainha em mostra gastronómica na Praia da Rocha


Seis restaurantes situados no passadiço da Praia da Rocha, em Portimão, promovem, entre hoje e o próximo dia 3 de Junho, a primeira Mostra Gastronómica da Sardinha, que proporciona aos visitantes diversas formas de degustar este símbolo da gastronomia local.

Durante estes 10 dias da Mostra Gastronómica, os apreciadores poderão experimentar sardinhas, a partir das 12h00 e até às 22h00, de variadas e surpreendentes formas e confecções e a um preço especial. A única excepção é a tradicional sardinha assada.

Neste evento, que recebe o apoio da ATP – Associação de Turismo de Portimão, os restaurantes que participam são o Atlântico, Mar e Sol, O Bonezinho, Salsada do Zé, O Casalinho e Castelos. Estes seis espaços propõem, diariamente, três formas diferentes de comer sardinhas, cada um deles com o preço de dois euros e meio, bem como outros tantos pratos principais, sendo que cada um custa sete euros.

Além dos petiscos e dos pratos principais, nos quais a sardinha é destaque, vai ser ainda oferecido um digestivo a todos os clientes que façam um consumo mínimo no valor de 10 euros.

Fonte: Correio da Manhã


Novo Centro de Saúde de Portimão abre na sexta-feira


O novo Centro de Saúde de Portimão vai abrir na sexta-feira, estrutura que servirá cerca de 50 mil utentes de três freguesias daquele concelho, disse esta quinta-feira à agência Lusa o presidente da Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve.

Orçada em 6,7 milhões de euros, co-financiada em 50 por cento por fundos comunitários, a obra foi iniciada em 2007 e concluída em Janeiro deste ano, depois de ter estado parada cerca de um ano devido à insolvência do empreiteiro.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da ARS-Algarve disse que o "funcionamento normal dos serviços apenas ficará assegurado" no dia 28 de Maio, sendo o fim-de-semana aproveitado para efectuar alguns ajustamentos.

"Existem sempre dificuldades na mudança de instalações, o que implica ajustamentos a vários níveis, os quais serão feitos ao longo do fim-de-semana", observou o médico Martins dos Santos.

Segundo o responsável, o novo centro de saúde concentrará todos os serviços de saúde pública, actualmente dispersos por vários edifícios da cidade, bem como a sede do Agrupamento dos Centros de Saúde do Barlavento algarvio.

"É uma infra-estrutura de saúde moderna, capacitada para uma resposta ao nível dos cuidados primários e especializados do Serviço Nacional de Saúde", enfatizou aquele o responsável da ARS-Algarve.

Martins dos Santos estimou que a concentração da área de saúde pública num só edifício "representará uma poupança de cerca de 15 mil euros mensais".

O antigo Centro de Saúde funciona em instalações arrendadas à Misericórdia de Portimão, com um custo mensal superior a 10 mil euros.

O presidente da Administração de Saúde do Algarve crê que o equipamento "irá melhorar as condições de trabalho dos profissionais, as quais se reflectirão no atendimento e tratamento" aos milhares de utentes do concelho.

"As anteriores instalações eram exíguas em espaço, o que criava limitações ao serviço prestado", destacou Martins dos Santos.

Com uma área de cerca de 8.800 metros quadrados, o centro possui 70 gabinetes.

A construção foi iniciada em Dezembro de 2007, mas a obra esteve parada durante cerca de um ano devido à insolvência do empreiteiro. Em 2010, a ARS-Algarve tomou posse administrativa da obra, tendo aberto novo concurso público para a sua conclusão.

Fonte: RCM pharma

Avistados Golfinhos no rio Arade!


Um grupo de cerca de três dezenas de golfinhos roazes foi ontem à tarde avistado junto à praia da Rocha, em Portimão. Cinco animais chegaram mesmo a entrar no rio Arade, onde estiveram durante breves minutos. Depois regressaram ao grupo, que integrava várias crias, e seguiram na direcção de Alvor.

Fonte: Correio da Manhã

Autódromo do Algarve chega a acordo com credores que pediram insolvência


O administrador do Autódromo Internacional do Algarve (AIA) disse hoje que foi alcançado um acordo com o consórcio que pediu a insolvência da empresa gestora do equipamento, o qual reclama o pagamento de 1,6 milhões de euros.

"Chegámos a acordo para o pagamento da última prestação que faltava do acordo com o consórcio", asseverou à agência Lusa o administrador do empreendimento, localizado em Portimão.

Sobre o pedido de insolvência da Parkalgar, Paulo Pinheiro referiu que decorrem desde há vários dias reuniões para um entendimento com o consórcio formado pela Siemens, Ensul Meci e SPIE, e afirmou que o pedido dos credores "é uma forma de pressão". As três empresas foram responsáveis pelas infraestruturas elétricas do autódromo e do loteamento adjacente onde está instalado o parque tecnológico.

Ler mais: http://expresso.sapo.pt/algarve-autodromo-chega-a-acordo-com-credores-que-pediram-insolvencia=f728396#ixzz1vpvHUzp7

Fonte: Jornal Expresso

domingo, 20 de maio de 2012

Foi criada a Newsletter - Portimão Sempre


Portimão Sempre - Associação Cívica,
Anúncia que foi criada uma Newsletter acerca de Portimão.

O link para a mesma é o seguinte:
https://www.facebook.com/#!/groups/381777805207998/

A Associação Cívica Portimão Sempre, numa lógica de proporcionar espaços de participação, de discussão e de divulgação acerca de Portimão, lança assim mais este grupo, que assumirá a forma de uma Newsletter (ou boletim informativo se preferirem) que versará exclusivamente acerca de Portimão.

Assim, as publicações feitas em post neste grupo, serão totalmente dedicadas à realidade, vivência e envolvência em Portimão.

Esperando que seja do vosso agrado,
Agradecemos a vossa atenção.
JP



sábado, 19 de maio de 2012

Foi criado o Grupo - Portimão Sempre - grupo de publicidade a empresas de Portimão




Anunciamos que foi criado o seguinte grupo:

Portimão Sempre - grupo de publicidade a empresas de Portimão.

O link para o grupo é o seguinte:
https://www.facebook.com/groups/240081209431464/

Neste grupo recem criado, não só é permitida a publicidade, como é específicamente vocacionado para isso.

Aqui, as empresas de Portimão (e arredores :-) ) poderão promover as suas actividades, de forma gratuita.

Esperamos que esta nossa iniciativa, seja do vosso agrado.

JP

sexta-feira, 18 de maio de 2012

A ASSOCIAÇÃO PORTIMÃO SEMPRE anúncia projecto: JORNADA SOBRE TRABALHO.


Mensagem do nosso associado da Associação Cívica - Portimão Sempre, José Gamboa (Horta de São Bruno):

JORNADA SOBRE TRABALHO

A ASSOCIAÇÃO PORTIMÃO SEMPRE começou a preparar uma JORNADA SOBRE TRABALHO, que se realizará em Junho, em espaço privado na Cidade de Portimão. Será um dia de mostra de diversas actividades destinadas a promover o trabalho, a dar a conhecer oportunidades de trabalho.
Será um dia enriquecedor. Programa a publicitar brevemente.

EMAIL para informação sobre a JORNADA DO TRABALHO - portimaosempre@sapo.pt

José Gamboa (Horta de São Bruno)

quinta-feira, 17 de maio de 2012

IMI: Faro e Portimão põem o Estado em tribunal


Capital do Algarve e o município mais populoso do barlavento contestam a retenção de 5% do Imposto Municipal sobre Imóveis pelo Estado.

Macário Correia, presidente da Câmara de Faro, vai avançar para tribunal contra o Estado pela retenção de 5% do valor do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI). Depois de Beja e Benavente, que assumiram igual posição, também o líder da capital algarvia decidiu investir contra a Administração Central: "Há uma atitude do Governo para estrangular o funcionamento das autarquias que é ilegítima, ilegal e inadequada aos tempos que correm", critica o autarca.

Instado a comentar os motivos do Governo - que alega fazer a retenção para cobrir os custos com a nova avaliação do património para efeitos do IMI - Macário Correia é perentório: "Soa mais a uma espécie de castigo. O que é necessário é que o Governo entenda os autarcas como parceiros para trabalhar de mãos dadas, porque o que está a acontecer é que o Estado delegou-nos competências e agora tira-nos dinheiro", afirma o social-democrata.

Manuel da Luz, presidente socialista da Câmara de Portimão, afina pelo mesmo diapasão: "No caso de Portimão, esses 5% correspondem a quase 900 mil euros, é quase um milhão à cabeça. Pensamos que é inconstitucional e 900 mil euros é muito dinheiro. É quase o que gastamos em ação social e educação", diz.

Mais, segundo o autarca portimonense, grande parte do trabalho de avaliação - o argumento subjacente à retenção das verbas pelo Governo - é feito com técnicos da Câmara: "De cada vez que as Finanças precisam de reavaliar, enviam para a Câmara os pedidos. É a Câmara que fornece todas as informações. Por isso, as Finanças estão a cobrar 5% do bolo das avaliações com trabalho que não é feito pelos seus técnicos", avisa.

"Em segundo lugar, as Finanças já cobram entre 1,5 e 2% do IMI normal. Todos os anos, do IMI cobrado e entregue às Câmaras, as Finanças retêm esse valor. Normalmente, a 'dificuldade' de informação faz com que as Câmaras não saibam exatamente qual o bolo de IMI, para conseguirmos aferir qual a receita correcta a receber", prossegue.

Autarquias acusam Governo de apertar o cerco

Já o autarca de Faro - e presidente da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL) garante que se tem desdobrado em contactos com o Ministério das Finanças e também com o secretário de Estado responsável pelas autarquias, Paulo Simões Júlio, para encontrar soluções - mas até agora sem sucesso. "Não há qualquer colaboração prática", queixa-se Macário Correia.

"Estamos cercados", conclui, constatando na pele o fecho das torneiras da Banca e a falta de linhas de apoio por parte da Administração Central, que poderia - segundo o autarca - proceder a um Orçamento Retificativo que tivesse em conta a situação dramática das autarquias.

Quando questionado sobre o impacto da sua decisão sobre outros autarcas, uma vez que lidera a Associação de Municípios algarvios, Macário Correia responde com uma evasiva: "Eu estou a seguir as orientações da Associação Nacional de Municípios, mas isso depende de cada um, que fará o que entender.

Recorde-se que a sugestão de que as autarquias locais avançassem para tribunal partiu da própria Associação Nacional de Municípios, solicitando em simultâneo a intervenção urgente do Presidente da República. A associação fala de uma "apropriação abusiva" do Governo e diz que a medida "é inconstitucional".

"Poderá acontecer ficarmos sem dinheiro para pagar aos funcionários", confirma ao Expresso Macário Correia. "Esperemos que não seja necessário fechar os municípios durante algum tempo, para se ver o impacto dos serviços prestados pelas Câmaras às populações, mas se for preciso avançaremos para essa situação", afirmou na semana passada o vice-presidente da Associação Nacional de Municípios, Rui Solheiro, ao jornal "Público".

O organismo critica a asfixia gerada pela Lei dos Compromissos, que proíbe os presidentes de Câmara de fazerem despesas sem receitas correspondentes asseguradas nos três meses imediatos, e culpa o Governo por adiar "sucessivamente" a criação de uma linha de crédito de 1,2 mil milhões de euros para consolidar a médio e longo prazo as dívidas a fornecedores com mais de 90 dias.

"Agora, é preciso que as outras Câmaras se mobilizem, porque se não parece que só nós é que estamos com a razão e os outros não", conclui Manuel da Luz.

Fonte: Expresso

quarta-feira, 16 de maio de 2012

PORTIMONENSAS CONVERSAS. Projecto de entrevistas a figuras de Portimão.



Caros membros,
Vai nascer mais um projecto aqui no “Portimão Sempre”.

Chamei-lhe: "PORTIMONENSAS CONVERSAS"

Vamos entrevistar pessoas que estejam/estiveram ligadas a Portimão, que tenham algo de interessante a dizer: uma história de vida, um feito assinalável, um testemunho relevante.

As pessoas a entrevistar serão, num modo geral, pessoas da sociedade civil e pouco conhecidas fora da área de intervenção delas. Pretendemos dar a conhecer alguns “anónimos”, portimonenses ou ligados a Portimão e que por diversas razões as suas histórias nunca foram, ou foram pouco, divulgadas.
O modelo escolhido será o de pequenos vídeos (cerca de 10 minutos), tendo a preocupação de escolher um enquadramento que valorize a paisagem do nosso concelho.

Quero antecipadamente pedir desculpa em nome do entrevistador, rapaz sem nenhuma experiência nestas coisas e pouco dado a estar à frente de câmaras. No entanto arriscou a fazê-lo e espera da parte dos membros deste grupo a compreensão para algo que não esteja tão bem como desejaríamos.
As entrevistas já começaram a ser realizadas e em breve começaremos a publicá-las.

Abreijos
Filipe Pimenta

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Câmara de Portimão vai acionar judicialmente o Estado Português


O presidente da Câmara Municipal de Portimão deu hoje a conhecer que vai acionar judicialmente o Estado Português, perante a “apropriação ilegítima” de receitas municipais.

Em causa está a norma contida no artigo 2.º, n.º 1, da Portaria n.º 106/2012, de 18 de Abril, que estipula: «é afecta às despesas relacionadas com a avaliação geral dos prédios urbanos, uma verba de 5% da receita tributária do imposto municipal sobre imóveis relativo ao ano de 2011, a arrecadar em 2012». Ou seja, com esta Portaria o Governo pretende retirar à autarquia de Portimão uma receita própria de cerca de 900.000 euros.

Segundo Manuel da Luz, a ANMP solicitou um parecer sobre a norma em questão, onde se conclui de uma forma muito clara que não só é ilegal, mas também inconstitucional, uma vez que viola os princípios da proporcionalidade e da proteção da confiança, configurando ainda a apropriação ilegítima de receitas que, por imperativo constitucional, se acham legalmente consignadas aos municípios.

No imediato, a autarquia de Portimão vai interpor uma providência cautelar de suspensão da eficácia da referida normal, documento que já se encontra a ser redigido pelos serviços municipais.

Segundo o presidente da autarquia, tem havido um conjunto de medidas por parte do Governo que irá reduzir a capacidade de intervenção dos Municípios, colocando-os numa situação cada vez mais insustentável, com claro prejuízo para as populações.

Fonte: Barlavento Online

Quatro traficantes detidos em rusga em Portimão.


Há muito que a Esquadra de Investigação Criminal da PSP de Portimão vigiava as actividades do grupo, que estava conotado com o tráfico de droga no centro da cidade. Na sequência de uma busca domiciliária, os agentes detiveram os quatro suspeitos e apreenderam haxixe suficiente para 697 doses individuais.

De acordo com fonte do Comando de Polícia na região, a operação foi desencadeada anteontem e culminou um inquérito desencadeado há meses. Os detidos, dois homens, de 17 e 19 anos, e duas mulheres, de 26 e 59, tinham na sua posse, além do haxixe, diverso material que se presume seja proveniente do tráfico de droga.

Entre os objectos que foram apreendidos pela PSP incluem-se dois computadores portáteis, uma máquina fotográfica, uma consola PlayStation e ainda 100 euros em notas de 10 euros.

Segundo o CM apurou junto de fonte policial, os detidos eram considerados "uns dos principais fornecedores de drogas leves que actuavam no centro de Portimão". A casa onde viviam, na rua da Hortinha, funcionava como ‘quartel-general’ do grupo, composto por elementos da mesma família.

Ainda de acordo com a referida fonte da PSP, os quatro detidos, que não tinham qualquer actividade profissional conhecida, estavam já referenciados pela polícia por "furtos, roubos e tráfico de estupefacientes".

Os suspeitos são hoje apresentados ao Tribunal de Portimão para primeiro interrogatório judicial e aplicação de medidas de coacção.

Fonte: Correio da Manhã

Mestre Pasteleiro Fernando Gavaia da pastelaria Ginga. Mestre Pasteleiro da família Real.


Mestre pasteleiro da família real vendeu negócio e reformou-se


Todo o cuidado era pouco. E por isso nem a polícia faltou. Um anónimo mestre pasteleiro de Portimão (de seu nome Fernando Gavaia) recebeu a dura missão de confeccionar o “Bolo Real”. D. Duarte casava-se com Dona Isabel neste dia de 1995. E no Algarve, a fama de uma pastelaria iria ficar registada.

De olhos postos no mestre pasteleiro estavam os provadores reais, dispostos a correrem o risco de morrer envenenados em vez de sua alteza real: 800 ovos, 50 quilos de açúcar, 40 de amêndoa e apenas um de farinha de trigo davam forma ao bolo de um metro e trinta de diâmetro – para os 600 convidados do casamento de D. Duarte Pio e Dona Isabel de Herédia. Foi há 17 anos. Em três dias de confecção, a polícia permaneceu à porta da Fábrica de Pastelaria Ginga, em Portimão.

"Pelas pessoas que eram, havia sempre receio de sofrerem qualquer sabotagem ou envenenamento" – recorda o mestre Fernando Gavaia, 68 anos. A sua pastelaria foi a escolhida porque uma tia de D. Duarte, de Ferragudo, costumava lá encomendar bolos de aniversário e de comemoração do 1º de Dezembro, o dia da Restauração da Independência.

E VIERAM OS FILHOS

O bolo viajou até ao Mosteiro dos Jerónimos, em Belém, numa caixa selada e lacrada. Fernando Gavaia abriu-a lá e aplicou no bolo umas orquídeas de açúcar, brancas e azuis. Ofereceu-o. E foi-se embora. Não ouviu a marcha nupcial. O agradecimento viria depois. O mestre fez os bolos de baptismo dos três filhos do casal real: Afonso, Maria Francisca e Dinis.

"A publicidade não trouxe nada de novo, porque já tinha a melhor pastelaria de Portimão", conta Francisco Gavaia. Em 2002, reformou-se. Vendeu a Pastelaria Ginga. Mas recorda: "Apesar de ter 120 lugares sentados, o espaço foi sempre pequeno."

Fonte: Correio da Manhã

quarta-feira, 9 de maio de 2012

CONCURSO para o LOGOTIPO da "Portimão Sempre -Associação Cívica"

Convite do Filipe Pimenta,
Membro do "Portimão Sempre - Associação Cívica":

Caros membros do Grupo Portimão Sempre,

Resolvemos criar um CONCURSO para o LOGOTIPO da "Portimão Sempre -Associação Cívica" e para isso pedimos a vossa colaboração.
Não queremos um concurso muito elaborado para que possam participar o maior número de pessoas possível. Nada de restringir só a profissionais, nada de manuais de identidade visual, manuais de marca e afins. Queremos desenhos/logotipos feitos por qualquer pessoa, até podem ser crianças, sem grandes exigências técnicas.
As únicas regras são:
- Enviar as propostas para o email "concursologo.ptmsmp@hotmail.c​om".
Não publiquem aqui no mural os trabalhos porque depois queremos levar todas as propostas a votação ao mesmo tempo e aí sim todos podem votar no seu favorito.
- Data limite de envio: 15/06/2012

Como disse antes, os júris serão os membros deste grupo que votarão com "gosto" nas propostas apresentadas.
O prémio ainda não está definido mas prometemos arranjar qualquer coisa, nem que seja um jantarinho :)

Aguardamos a vossa participação.
Cumprimentos,
Filipe Pimenta

terça-feira, 8 de maio de 2012

Projecto 70 em palco para ajudar bombeiros


Os acordes e ritmos do grupo musical Projecto 70 vão animar o jantar de angariação de donativos a favor dos Bombeiros de Portimão, que passam por dificuldades financeiras.

O espectáculo musical, marcado para o próximo sábado, dia 12, é oferecido pelo grupo formado por Paulo Segurado (piano e voz), Noel Santos (baixo), Fernando Fernandes (bateria) e João Segurado (guitarra e voz).

Os músicos vão animar o evento solidário, que tem por base um jantar organizado pela Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Portimão, com o apoio do Colégio do Rio, cujos alunos vão também ajudar à animar a festa, com actuações musicais.

O dinheiro angariado pela colectividade, que espera ainda contar com o apoio de algumas superfícies comerciais para a preparação do jantar, será usado para o arranjo de viaturas.

Depois de 85 anos a ajudar, os Bombeiros de Portimão pedem agora ajuda à população para que possam continuar a salvar vidas.
Os adultos contribuem com 20 euros e as crianças com 5 euros. As inscrições podem ser feitas no quartel, no Colégio do Rio ou através do telefone 282480390.

Fonte: Correio da Manhã

Junta de freguesia de Portimão disponibiliza gabinete de inserção profissional


A junta de freguesia de Portimão vai disponibilizar, em parceria com o Instituto de Emprego e Formação Profissional, a partir de 15 de maio, um gabinete de inserção profissional, uma nova resposta de apoio ao desemprego, dirigida aos cerca de 5200 desempregados do concelho.

O gabinete pretende apoiar, entre outras áreas, a população desempregada na procura ativa de emprego, desenvolvendo sessões de informação sobre medidas de apoio ao emprego, sessões de apoio à procura de emprego, receção e registo de ofertas de emprego, apresentação de desempregados a ofertas de emprego e informação sobre formação de qualificação profissional.

Neste âmbito, os desempregados poderão ainda recorrer àqueles serviços no apoio à elaboração do seu currículo e na elaboração de cartas de apresentação para resposta a um anúncio de emprego.

A apresentação do gabinete decorrerá durante uma sessão pública onde serão apresentadas, entre outras medidas, a medida Estímulo 2012, marcada para o TEMPO – Teatro Municipal de Portimão, dia 15, às 15:00 horas.

Fonte: Diário Online Algarve

domingo, 6 de maio de 2012

Autarquia de Portimão foi a que apresentou maiores prejuízos do Algarve.


60 milhões de prejuízo em 2011

As câmaras algarvias registaram no ano passado um prejuízo superior a 60 milhões de euros. Todas as principais autarquias da região fecharam as contas com saldos negativos, surgindo Portimão na posição cimeira, segundo apurou o CM.

A autarquia portimonense registou um resultado negativo de 19 milhões de euros no ano transacto. Mas Manuel da Luz, presidente da Câmara, realça que houve "uma redução significativa relativamente a 2010 ", ano em que o valor negativo foi de 35 milhões. E diz que isso foi conseguido através "do corte nas despesas".

Segundo dados apurados pelo CM, todas as principais autarquias do litoral tiveram prejuízos: Vila Real de Santo António (-9 milhões), Albufeira (-7,2 milhões), Tavira (-6,6 milhões), Lagos (-4,9 milhões), Faro (-4,5 milhões), Lagoa (-3,8 milhões) e Loulé (-2,2 milhões). No caso de Tavira, a autarquia garante que o resultado seria positivo se não tivesse efectuado amortizações relativas a património.

Apesar dos resultados negativos, a generalidade das câmaras conseguiu reduzir o montante do prejuízo, comparativamente ao ano anterior, embora as receitas próprias tenham caído a pique, nomeadamente as relacionadas com o sector imobiliário. "As medidas postas em prática passam pela contenção de custos e a suspensão de investimentos", diz Júlio Barroso, presidente da autarquia de Lagos.

SALDO POSITIVO EM ALCOUTIM

Ao contrário das autarquias do litoral, Alcoutim fechou o ano com um saldo positivo de um milhão de euros. "Temos uma gestão muito rigorosa ", explica Francisco Amaral, presidente da autarquia.

"Só fazemos obras quando temos dinheiro", adianta o autarca, frisando que "os empreiteiros concorrem com preços mais reduzidos porque sabem que vão receber a tempo e horas". Amaral critica os governos e as câmaras que acham que "vale tudo para ganhar eleições".

A autarquia de Castro Marim foi outra que também teve saldo positivo, mais de 100 mil euros. "Gastamos de acordo com a capacidade de receita", diz José Estevens, presidente da autarquia, adiantando que "esse é um princípio básico".

Fonte: Correio da Manhã
Isto em gráfico, fica assim:
(estão ali no gráfico, as declarações de 2 Presidentes de Câmara, a respeito deste assunto.)

(Clicar para aumentar)

sábado, 5 de maio de 2012

Assaltantes de casas caçados em Portimão. Bens roubados foram recuperados.



Quatro indivíduos, especialistas em arrombamento de portas de casas, foram detidos pela PSP de Portimão, momentos depois de um assalto a uma residência, na zona do Barranco do Rodrigo.

Os suspeitos têm entre os 31 e os 39 anos e integram um gang de Leste que se dedicava a assaltos cirúrgicos a casas. Ao que o CM apurou, foram interceptados pela polícia a transportar um cofre, furtado nessa manhã, e diversas ferramentas habitualmente utilizadas para furtos no interior de residências.

Após a detenção, segundo explicou ao CM fonte policial, "foi efectuada uma busca domiciliária à residência dos suspeitos, na cidade, onde foram apreendidos computadores, televisores, relógios e vários artigos de joalharia".

A PSP suspeita que o grupo tenha efectuado cerca de uma dezena de furtos a residências na zona de Portimão, durante o mês de Abril. Os crimes "são caracterizados pela ausência de vestígios de arrombamento de portas equipadas com fechaduras de segurança, o que denota grande especialização", salienta a mesma fonte.

Os quatro detidos foram ontem à tarde presentes ao Tribunal de Portimão, estando ainda a ser ouvidos à hora de fecho desta edição.

Fonte: Correio da Manhã

Portimão lidera, com 108 milhões, uma lista em que 26 câmaras concentram 50% de todas as dívidas em atraso.


o secretário de Estado da Administração Local, Paulo Júlio

200 empresas locais encerradas
Fonte: Correio da Manhã


O Governo prevê que sejam extintas cerca de 200 empresas municipais até ao final do ano, quase metade das que existem no País, por não cumprirem os critérios ontem aprovados em Conselho de Ministros para o Sector Empresarial Local (SEL).

O Governo diz querer ajudar os municípios a saldar as dívidas que, juntamente com as das empresas municipais, atingem os 9,3 mil milhões de euros. Portimão lidera, com 108 milhões, uma lista em que 26 câmaras concentram 50% de todas as dívidas em atraso.
"Aproximadamente metade das empresas não cumpre os critérios agora estabelecidos", afirmou ontem o secretário de Estado da Administração Local, Paulo Júlio. Entre esses critérios está a extinção de empresas municipais com capitais insuficientes, cujas receitas da actividade não cubram, "pelo menos, 50% dos gastos totais", e as que recebem há três anos subsídios de exploração num valor superior a metade das receitas.

Ao CM, Paulo Júlio explicou que "existem muitos casos de duplicação de funções", pretendendo o Governo "estabelecer uma matriz mais rigorosa para criação de novas empresas municipais". Segundo o Livro Branco do SEL, a que o CM teve acesso, há 466 entidades empresariais locais com capitais próprios de 888 milhões e um passivo que atinge os 2500 milhões.

ELIMINADAS ATÉ 1200 CHEFIAS

O Governo aprovou ontem legislação para reduzir entre 600 a 1200 chefias municipais até ao final do ano, cortes que atingirão sobretudo 40 municípios, que têm de perder mais de metade dos seus dirigentes.

O diploma sobre a redução das chefias municipais deriva de uma imposição de redução de 15% dos dirigentes municipais pelo memorando assinado com a troika, mas o Governo foi mais longe, exigindo um corte de pelo menos 18% dos actuais 3387 cargos de chefia nos municípios, mas que pode chegar aos 36%.
"A aplicação cega de 15% a todos os municípios era injusta", referiu ontem o secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, Marques Guedes. As câmaras com dívidas não poderão criar cargos de chefia.

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Desporto Motas de água e Fórmula 4 prometem fim-de-semana emotivo nas águas do rio Arade


No fim-de-semana de 5 e 6 de maio, as águas da Zona Ribeirinha de Portimão e do estuário do rio Arade vão-se agitar com o V Endurance Internacional de Portimão em motas de água, conjuntamente com a primeira prova do Campeonato Nacional de Motonáutica na categoria Fórmula 4, que integram o “Grande Prémio de Portimão”.

A principal prova do programa, que pela primeira vez fará parte do calendário oficial do Aquabike International UIM Endurance Championship, compreenderá uma corrida de cinco horas “non stop”, aberta a equipas com o máximo de dois pilotos e dois assistentes, num circuito com longas retas e alguma técnica, sendo esperados vários campeões do mundo e da Europa.

Assim, o “Grande Prémio de Portimão” arranca a partir das 09h00 de domingo, com o V Endurance Internacional de Portimão, cujo final está previsto para as 14h00, ao passo que a prova da F4, a contar para o Campeonato Nacional, começará cerca das 15h00 e inclui duas mangas de 15 minutos cada.

Destaque nesta disciplina para o nome do campeão nacional em título Luís Miguel Ribeiro, bem como para Pedro Fortuna (vice-campeão do mundo) e Paulo Raposo, respetivamente 2º e 3º na época transata e que correrão em embarcações do tipo catamarã e motor de 850cc com 70hp, capazes de atingir uma velocidade na ordem dos 140Km/hora.
Mas o programa tem início logo no sábado, pelas 14h00, com uma formação vocacionada para a classe Fórmula Futuro, destinada a jovens dos 8 aos 16 anos, divididos em função da idade pelas cinco classes que compõem a categoria e que utilizarão barcos semirrígidos com 3,5 metros de comprimento, equipados com motores de 8 e 15 HP.

As inscrições são gratuitas e limitadas a 20 jovens residentes no concelho de Portimão, podendo ser feitas a partir das 13h30 de sábado nas instalações do CNP - Clube Naval de Portimão, seguindo-se uma reunião de pilotos, onde serão explicadas aos participantes as regras da prova sobre técnica e segurança, e as sessões de treino e provas, em que vão ser avaliadas a destreza (slalom) e a perícia (manobras) dos jovens candidatos, com entrega de prémios prevista para as 19h00.

Todas as provas serão realizadas no rio Arade, entre o Clube Naval de Portimão e a ponte rodoviária, num evento organizado pela Câmara Municipal de Portimão, Federação Portuguesa de Motonáutica, Promotora Livre e CNP.

Fonte: Barlavento Online
http://www.barlavento.pt/index.php/noticia?id=52901

quarta-feira, 2 de maio de 2012

12.ª Corrida Fotográfica com inscrições abertas


A 12ª Corrida Fotográfica de Portimão, que decorre dia 12, pretende promover um olhar actual e criativo sobre o município, num convívio entre adeptos da fotografia. Os participantes terão de cumprir vários temas propostos, entre as 09h00 e as 20h00.

As inscrições para a iniciativa, organizada pelo Museu de Portimão, com apoio do CM, terminam dia 10. Os participantes podem optar pelas modalidades digital ou subaquática, percorrendo as freguesias do concelho ou a fauna e a flora subaquáticas.

As fichas de inscrição estão em www.cm-portimao.pt e devem ser enviadas, por e-mail, para corrida.fotografica@cm-portimao.pt ou, por correio, para ‘12ª Corrida Fotográfica de Portimão’, Museu de Portimão, R. D. Carlos I, Zona Ribeirinha, 8500 Portimão, na modalidade digital. Na subaquática, as fichas estão em www.portisub.com e devem ser enviadas para geral@portisub.com (e-mail) ou para Portisub, Clube Subaquático de Portimão, Av. Capitão João Fernandes Leão Pacheco s/n 8500-503 Portimão (correio).

Há prémios para os três primeiros e os melhores participarão numa exposição no Museu de Portimão.

Fonte: Correio da Manhã

Porto de Portimão recebe 13 escalas em maio e mais de sete mil passageiros


O Porto de Portimão vai receber 13 navios durante o mês de maio, num total superior a sete mil passageiros e 3400 tripulantes, o que representará o maior movimento mensal ao longo de todo este ano.

Logo hoje, primeiro dia do mês, o primeiro navio a fazer escala em Portimão é o «Ryndam», da companhia Holland America Line, com 1266 passageiros e 618 tripulantes, seguindo-se amanhã, 2, o «Saga Pearl II», com 512 turistas e uma tripulação de 220 elementos, enquanto a 3 de maio será a vez do «Grand Holiday» chegar a Portimão, transportando 1452 passageiros e 714 tripulantes.

Em comunicado, a Câmara de Portimão destaca as escalas em simultâneo de dois navios da mesma companhia especializada no segmento de luxo, o que sucederá pela primeira vez no Porto de Portimão dia 6 de maio: o «Silver Explorer» e o «Silver Whsper», respetivamente com 132 passageiros e 11 tripulantes e 388 passageiros e 287 tripulantes.

Para 12 de maio, está agendada a escala do navio «Seabourn Sojourn», que trará 450 turistas e 335 tripulantes, no dia seguinte é esperado o «Silver Cloud», com 296 passageiros e 185 tripulantes, ao passo que no dia 15 será a vez do «Adonia», com 702 passageiros e 372 tripulantes e no dia 16 atraca em Portimão o «Seabourn Pride», com 200 passageiros e uma tripulação de 149 elementos.

Portimão receberá a 17 de maio o «Minerva», que tem uma capacidade de 335 passageiros e 90 tripulantes, enquanto no dia 18 será a vez do navio de cruzeiros «Kristina Katarina», com 462 passageiros e 160 tripulantes.

Depois de um interregno de alguns dias, o Porto de Portimão será escala a 29 de maio para o «Amadea», que transporta 584 passageiros e 244 tripulantes, estando a última escala do mês reservada para o navio «Hamburg», com 420 passageiros.

Para 2012, e até ao momento, estão confirmadas 45 escalas, “prevendo-se uma ligeira diminuição face ao ano passado”, assinala a autarquia portimonense.

Nos últimos quatro anos, o número de passageiros de cruzeiros movimentados no Porto de Portimão cresceu 673%, passando de 5798 passageiros movimentados em 2007 para 44.841 passageiros em 2011.

Fonte: Diário Online Algarve

terça-feira, 1 de maio de 2012

Câmaras municipais aumentam atraso nos pagamentos


As câmaras demoram cada vez mais tempo para pagar aos fornecedores. Segundo dados da Direcção-Geral das Autarquias Locais (DGAL), no final do ano passado o prazo médio de pagamento dos municípios cifrava-se em 122 dias, o que representava um aumento em mais 22 dias relativamente ao ano anterior.

Portimão lidera a lista dos piores pagadores, com 899 dias (ver caixa), seguido de Castanheira de Pera (816 dias). No que se refere às duas principais autarquias, Lisboa demora 96 dias e o Porto 16. O município que paga mais rápido é Anadia, com apenas três dias.
O presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) diz que o agravamento do prazo médio de pagamento "já era esperado". Fernando Ruas salienta que "as câmaras têm vindo a perder receitas do Orçamento do Estado" e, por outro lado, a crise "reduziu os impostos locais". Ao mesmo tempo, destaca, "os problemas sociais, aos quais as autarquias têm de dar resposta, aparecem cada vez mais".

O líder da ANMP considera que o mais preocupante são as dívidas de curto prazo com mais de 90 dias, no valor total de cerca de 1,5 mil milhões de euros. A solução passa pela criação de uma linha de financiamento aos municípios. "Estamos a trabalhar com o Governo para resolver a situação", diz Fernando Ruas.

Portimão é a autarquia que demora mais tempo a pagar e uma das mais endividadas do País, segundo o último ‘Anuário Financeiro dos Municípios".

SOMADAS AS DÍVIDAS À BANCA
Manuel da Luz, presidente da Câmara de Portimão, reconhece as dificuldades financeiras, mas diz que o prazo médio de pagamento revelado pela DGAL "não significa que a câmara leva 899 dias para pagar aos fornecedores, pois foram contabilizadas as dívidas à Banca, o chamado factoring, no valor de 85,6 milhões de euros".

Fonte: Correio da Manhã
http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/politica/aumenta-atraso-nos-pagamentos

Centro de Saúde novo de Portimão fechado, à espera do alcatrão


Centro de Saúde de Portimão, no Algarve, está pronto mas não pode abrir devido à falta de um acesso. ARS diz que a culpa é da Câmara Municipal, que rejeita as acusações.

São 50 metros apenas, que podem fazer toda a diferença. Cinquenta metros de alcatrão - diz a Administração Regional de Saúde do Algarve (ARS) - separam neste momento o fecho da abertura, no novo Centro de Saúde de Portimão, que deveria abrir este mês. "Tínhamos planeado inaugurar em abril, mas protelámos para maio. As acessibilidades estão a demorar", afirma ao Expresso o médico Martins dos Santos, presidente da ARS.

Em causa está a construção de uma estrada que a Câmara de Portimão se comprometeu a fazer, mas que ainda não apareceu. A ARS enviou três cartas - que não obtiveram resposta - para o município de Portimão. Finalmente conseguiram chegar à fala, mas o executivo da autarquia (liderado por maioria socialista) não tem colhido confiança por parte da Saúde: "Desde Novembro que o dizem. É preciso asfaltar porque não é possível abrir o Centro de Saúde com lama", reivindica o presidente da ARS, ex-dirigente do Sindicato Independente dos Médicos.

Contatada pelo Expresso, a Câmara Municipal garante que o Centro pode abrir a qualquer momento, utilizando um acesso provisório em tuvenan (terra batida): "São 10 metros para a entrada e 10 para a saída. Logo que fechemos o concurso público para a realização da obra definitiva ela ficará concluída, lá para julho, mas para já podem abrir com este acesso já na segunda-feira", retorque fonte da autarquia.

"É vergonhoso", diz ARS

"Dizer isso é absolutamente vergonhoso. O Centro está cheio de terra, existe um muro de terra no meio do acesso", contrapõe Martins dos Santos. "Quem vai avaliar isso são as pessoas de Portimão", acrescenta. Segundo a autarquia, o acesso atrasou-se devido às dificuldades na construção do próprio Centro de Saúde, situação que a ARS reconhece que vem de trás, desde 2003.

Mas, agora, está na hora de avançar: "Vamos abrir na segunda semana de maio. Estamos a pagar à Misericórdia e não podemos gastar dinheiro público se temos o Centro pronto", diz a ARS, que garante que a estrutura já está pronta desde janeiro, ainda que a inauguração tivesse passado para abril devido à necessidade de realização de alguns testes.

Diga-se que o novo Centro, que fica junto ao atual, permitirá abandonar as instalações do Centro antigo, alugadas à Misericórdia de Portimão, por uma mensalidade superior a 10 mil euros.

O Centro vai servir mais de 50 mil utentes e deverá albergar duas Unidades de Saúde Familiar e a sede do Agrupamento dos Centros de Saúde do Barlavento.

Fonte: Expresso
http://expresso.sapo.pt/algarve-centro-de-saude-fechado-a-espera-do-alcatrao=f722597